Sinop-MT terá fábrica de Arla 32

Sinop-MT terá fábrica de Arla 32

  • 27/06/2019 10:16
  • Redação/Assessoria

Uma nova indústria, de um setor ainda inédito no Norte de Mato Grosso, está em fase de instalação em Sinop. O Grupo Trevão, que opera no setor de combustíveis e lubrificantes, irá fabricar Arla 32 – um reagente utilizado em veículos pesados, cuja função é reduzir a emissão de óxido de nitrogênio pelo escapamento dos motores movidos a diesel.

O Grupo entrou com o pedido de licenciamento ambiental para implantação da indústria nesta semana, mas o projeto já vem sendo desenvolvido desde o ano passado. Segundo Guilherme C. de Paula, gestor da nova indústria, a maior parte dos equipamentos para fábrica já foi adquirido. O maquinário é 100% nacional. Os tanques de armazenagem vêm do Rio Grande do Sul, as bombas feitas de inox de um fornecedor em São Paulo, o equipamento de desmineralização da água e a envazadora, de Minas Gerais.

A fábrica de Arla 32 vai ser instalada em um barracão alugado, de 450 metros quadrados, no LIC Norte (Loteamento Industrial e Comercial Norte). “Praticamente 90% da produção será automatizada. A fábrica será operada por painéis de controle que monitoram todos os processos. Será uma planta industrial de última geração”, explica Guilherme.

O Arla (Agente Redutor Liquido de Óxido de Nitrogênio Automotivo), é basicamente água desmineralizada com 32,5% de ureia de alta pureza. A água será captada do subsolo através de um poço. Para fazer o processo de desmineralização, o Grupo adquiriu um equipamento que opera por osmose reversa. “É o que há de mais moderno para retirar os minerais da água, não gera resíduos o que torna a fábrica um empreendimento com impacto ambiental mínimo”, ressalta Guilherme.

Já a ureia, com alto teor de pureza, será importada, da Rússia ou da China – algo que ainda não foi definido pelos proprietários. No total, o Grupo estima um investimento na ordem de R$ 1,5 milhão para instalação da indústria. A projeção é de que entre em operação em dezembro desse ano. Quando estiver em funcionamento, a fábrica produzirá 1,2 milhão de litros de Arla 32 por mês.

Com a fábrica em Sinop, o grupo Trevão pretende ter competitividade para disputar a venda de Arla em todo norte do Estado. Atualmente a indústria mais próxima fica em Cuiabá. A implantação da indústria mira em um mercado muito maior do que a capacidade de produção. Embora atualmente o Grupo Trevão revenda pouco mais 100 mil litros de Arla 32 por mês, no Estado de Mato Grosso são consumidos aproximadamente 8 milhões de litros do reagente. “Pelo menos metade disso está no mercado do Norte do Estado”, estima Guilherme.

A produção será envazada em galões de 20 litros. Uma parte significativa do negócio deve ser a venda de Arla 32 a granel, para grandes consumidores. O Grupo já elaborou inclusive a marca do seu novo produto. Irá se chamar “Original Arla 32”. “Nossa expectativa é atender todo do Norte de Mato Grosso, de Lucas do Rio Verde à Guarantã do Norte, fornecendo Arla à granel para produtores rurais, transportadoras e consumidores em larga escala, além de oferecer um preço mais competitivo para os postos que fazem a revenda do reagente”, comentou Guilherme.

O uso de Arla 32 é obrigatório para todos os veículos movidos a diesel que possuam o sistema SCR (Selective Catalyst Reduction) – basicamente caminhões e ônibus. A expectativa é de que os maquinários agrícolas também comecem a utilizar o sistema no próximo ano. Em média, um veículo consome em Arla 32 cerca de 5% do volume de diesel. Não utilizar Arla nesses veículos implica em uma multa por crime ambiental.

 

  • Fonte: Jamerson Miléski