Sinop: consórcio deve assumir em setembro gestão do aeroporto para investir cerca de R$ 85 milhões

Sinop: consórcio deve assumir em setembro gestão do aeroporto para investir cerca de R$ 85 milhões

  • 17/06/2019 17:57
  • Redação/Assessoria

O governo federal e as empresas de consórcios vencedoras do leilão referente a concessão de 12 aeroportos para a iniciativa privada devem assinar, dia 2 de setembro, os contratos de concessão. A previsão é da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e consta em decisão que homologou o resultado do processo licitatório. Em Mato Grosso, estarão sob responsabilidade do Consórcio Aeroeste, constituído pelas empresas Socicam Terminais Rodoviários e Representações e Sinart – os aeroportos de Várzea Grande, Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta.

 

O aeroporto de Sinop tem o segundo maior volume de passageiros no Estado e a projeção é que sejam investidos R$ 85 milhões nos primeiros três anos de gestão. Os próximos passos da concessão foram debatidos entre o secretário de Planejamento, Finanças e Orçamento de Sinop, Astério Gomes, e representantes da secretaria de Aviação Civil, do governo federal, em Brasília. “Precisávamos saber como estava o andamento para assinatura desse contrato (de concessão), uma vez que o governo (municipal) e a cidade precisam saber. O contrato deve ser assinado no dia 2 de setembro”, informou Gomes. No último dia 24 de maio, a ANAC publicou a homologação do resultado do leilão. no próximo dia 25 acaba o prazo para comprovação de atendimento pela proponente vencedora, das obrigações previstas em edital. Posteriormente, em 2 de setembro, será realizada a convocação do adjudicatário para celebração do contrato de concessão do respectivo bloco de aeroportos.

 

A prefeita Rosana Martinelli definiu que, até a assinatura do contrato de concessão, em setembro, a prefeitura de Sinop continuará “fazendo a lição de casa”no aeroporto municipal João Baptista Figueiredo, em relação a algumas exigências da ANAC. Na sua gestão, foram ampliados a pista, o terminal de passageiros, adquiridos veículos e atendidas outras exigências da agência. Uma delas visava assegurar a certificação para operar por meio de instrumentos e não mais manual.

 

Recentemente, o município comemorou o início de operação de mais uma rota do transporte de passageiros, essa ligando Sinop a Campinas (SP). “Todo um trabalho foi feito em parceria com as entidades, porque entendemos que o aeroporto é uma das portas de entrada do município”, registrou Rosana Martinelli, salientando ainda que, apenas em 2018, quase 130 mil embarques ou desembarques de passageiros foram registrados.

 

  • Fonte: Redação Só Notícias