Serviço de Hemodinâmica realiza primeiro implante de válvula de coração em Sinop-MT

Serviço de Hemodinâmica realiza primeiro implante de válvula de coração em Sinop-MT

  • 22/04/2019 17:30
  • Redação/Assessoria

Pela primeira vez em Sinop um paciente recebeu uma nova válvula do coração. O Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (Intercor) do município, situada no Hospital Santo Antônio, realizou, no último dia 19 de março, o primeiro implante de valva aórtica transcateter, procedimento denominado TAVI (do inglês Transcatheter Aortic Valve Implantation).

 

Uma grande equipe médica - formada por cardiologistas, cirurgiões cardíacos. cardiologistas intervencionistas, ecocardiografistas, anestesiologistas e intensivistas - foi responsável pelo procedimento no paciente que sofria de estenose aórtica grave.

 

Segundo explica o médico Álan Osti, um dos profissionais que atuou na cirurgia, o procedimento, apesar de ser de alto risco, foi minimamente invasivo. “A válvula implantada foi introduzida no corpo pela perna direita. Isso permite maior segurança na cirurgia e uma recuperação mais rápida, tanto que o paciente teve alta quatro dias após o procedimento”, salientou.

 

Conforme o médico, esse procedimento era realizado convencionalmente com cirurgia cardíaca e esternotomia (abertura da caixa torácica). Hoje, conforme evidências de ótimos resultados imediatos, de curto e médio prazos de tratamentos por via minimamente invasivas, vários estudos são realizados no sentido de se aplicar essas novas tecnologias para tratar doenças cardíacas cada vez mais complexas. “Antigamente tínhamos que abrir o peito do paciente, parar o coração e transferir o sangue do órgão para uma máquina. Hoje podemos fazer todo o procedimento com o coração batendo. O pós cirúrgico é muito mais tranquilo, tanto que o paciente sai da sala para a UTI [Unidade de Tratamento Intensivo] sem ajuda de aparelhos para respirar e acordado”, reforça, esclarecendo que o implante consiste em inserir uma válvula que possibilita o restabelecimento de passagem de sangue do ventrículo esquerdo para a aorta, ou seja, retomando o fluxo sanguíneo normal do coração.

 

A Intercor atua com o Serviço de Cardiologia Intervencionista que identifica obstruções das artérias coronárias, avalia o funcionamento das válvulas e dos músculos cardíacos, além de procedimento vasculares e neurovasculares. Com a nova estrutura de bloco cirúrgico, UTI, leitos para internação e equipe formada por diversas especialidades na área de cardiologia, agora é possível realizar procedimentos em Sinop que antes eram feitos somente em grandes centros. “Agora temos a possibilidade de realizar esses procedimentos em nossa região, permitindo que nossa população tenha acesso a essas novas terapias”, completou Álan Osti.00

 

  • Fonte: Redação/ GC Notícias