Atleta de Peixoto vence, faz o índice para os jogos Pan-Americanos em Lima e para o campeonato mundial de atletismo em Doha

Atleta de Peixoto vence, faz o índice para os jogos Pan-Americanos em Lima e para o campeonato mundial de atletismo em Doha

  • 11/02/2019 08:15
  • Redação/Assessoria

Após oito meses afastado de competições internacionais, Almir Junior mostrou que não perdeu a velha forma. De volta à cena durante o Doug Raymong Invitational Meeting, no Ginásio da Universidade de Kent, em Ohio, Estados Unidos, o triplista brasileiro realizou um salto de 17,46m, conseguindo a primeira colocação do torneio.

 

Apesar de todo esse tempo fora das competições, o resultado não foi uma surpresa para o atleta brasileiro.

 

– Eu estou trabalhando, treinando desde meados de outubro. Meu treinador Arataca, iniciou com reforços e o treino foi crescente. Não teve Natal e Ano Novo. Estou ainda longe do meu 100%. Com calma, tenho um bom espaço para melhorar.

 

Resultado que hoje é segunda posição do ranking indoor da IAAF. E também é seu  recorde pessoal. Em 2018 seu melhor resultado era de 17,41m quando ganhou a medalha de prata no mundial indoor na Inglaterra.

 

Desde o dia 2 de fevereiro, Almir está nos EUA onde está participando de um camping de treinamento, fruto de um convênio do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). O atleta vai continuar disputando uma série de meetings internacionais do USA Track & Field Meet Indoor Series 2019. O segundo será ainda em Ohio, o Kent State Tune up Meet, previsto para o dia 16. Já no dia 19, em Nevada, na costa oeste do país, ele compete no Carson Meet Invitational.

 

– Tenho mais uma competição aqui em Kent e outra em Nevada. Seguirei concentrado e treinando. Já enviei os vídeos para o Arataca fazer as análises e vou ajustar os erros. Sei que mesmo não estando 100%, posso melhorar, pois nem tábua peguei nesse salto de 17,46m – destacou.

 

Almir Junior é o brasileiro mais bem colocado no ranking mundial de todas as modalidades do atletismo. Desde o primeiro semestre de 2018, o atleta da Sogipa, nascido no Mato Grosso, ocupa a terceira posição na lista do salto triplo da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo).

 

  • Fonte: Globo.Esporte