Prefeitura de Sinop compra pacote de tecnologia para a Guarda Municipal realizar multas pelo celular

Prefeitura de Sinop compra pacote de tecnologia para a Guarda Municipal realizar multas pelo celular

  • 18/07/2018 09:44
  • Redação/Assessoria

A prefeitura de Sinop acaba de confirmar a compra de um pacote de tecnologia para expedição e processamento de multas. O contrato 035/2018 foi publicado nesta segunda-feira (16). O município irá pagar um total de R$ 432 mil – equivalente a R$ 36 mil por mês – pelas soluções tecnológicas desenvolvidas pela Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados); uma empresa pública assim como a Petrobrás, só que ao invés de petróleo, seu ramo de atuação é a tecnologia da informação.

 

O serviço que a prefeitura de Sinop está contratando é o “Radar –Gestão de Infrações de Trânsito”, uma das soluções de tecnologia mais conhecidas da Serpro, utilizada em muitos municípios brasileiros. Basicamente, o Radar unifica em um sistema todas as fases do processamento das multas, desde a expedição, passando pela notificação do condutor, o lançamento no quadro do Detran e a contabilidade referente ao pagamento. O sistema permite, inclusive, que agentes de trânsito se conectem remotamente ao banco de dados. Isso significa jogar uma multa no sistema direto do celular.

 

Em seu vídeo institucional sobre o Radar, a Serpro afirma que possui experiências em municípios onde a aplicação do sistema resultou em uma economia no processamento de multas na ordem de R$ 1 milhão em um ano. No município de Joinville, Santa Catarina, que começou a utilizar o mesmo sistema em dezembro de 2017, houve um aumento médio de 20% no número de multas expedidas e uma economia no processamento estimada em 40%. Conforme a Serpro, a redução nos custos ocorre porque os gestores de trânsito deixam de utilizar um pacote de tecnologia para cada etapa da multa, unificando em um único sistema.

 

Em Sinop o secretário de Trânsito Mauro Garcia espera ter uma redução imediata de 50% no custo do processamento de multas. Ele explica que todas as infrações hoje são remetidas e processadas em Cuiabá. “Para cada multa Sinop paga um custo de quase R$ 19,00 de sistema, para Cuiabá. Com o sistema da Serpro, o valor cai pela metade. Além disso nós passaremos a ter o controle dos valores arrecadados com multa que devem ficar no município”, explica Mauro.

 

Além disso, o sistema dará condições da secretaria gerenciar os radares eletrônicos que serão implantados em Sinop.

 

Segundo Garcia, a secretaria está concluindo o processo para contratar a instalação de 80 radares no município. Esses equipamentos, popularmente conhecidos como “pardais”, vão monitorar a velocidade dos veículos. “Serão 40 radares ativos e 40 espantalhos, fixados no local, mas desligados. A secretaria fará a rotatividade dos equipamentos em operação e o sistema da Serpro ajudará nessa gestão das multas expedidas”, completa o secretário.

 

A medida tecnológica e a instalação dos radares será antecipada por uma campanha de informação à população. Conforme Mauro, a ideia da secretaria não é pegar ninguém de surpresa e sim, reduzir o índice de acidentes nas vias do município.

 

  • Fonte: Jamerson Miléski